Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Taiobeiras - MG e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura Municipal de Taiobeiras - MG
Acompanhe-nos:
Rede Social Instagram
Rede Social Facebook
Rede Social Twitter
Rede Social Youtube
Legislação
ARRASTE PARA VER MAIS
LEGISLAÇÃO
Texto Compilado sem alterações
Texto Compilado
Texto Original
Atos relacionados
Vínculos
INTERAÇÃO
Anotação
Marcação
BUSCA
Expressão
Artigo
EXPORTAÇÃO
Código QR
Baixar
Compartilhar
COLABORE
Reportar Erro
QRCode
Acesse na íntegra
DECRETO Nº 1639, 11 DE SETEMBRO DE 2006
Início da vigência: 11/09/2006
Assunto(s): Serviços
Clique e arraste para ver mais
Em vigor
11/09/2006
Em vigor
Alterada
VERSÃO VISUALIZADA
28/06/2022
Alterada pelo(a) Decreto 2889

DECRETO Nº 1.639, DE 11 DE SETEMBRO DE 2006.

 

 

 

 

 

ALTERA DECRETO N. 1.639/2006, QUE DISPÕE SOBRE A EXECUÇÃO DAS AÇÕES DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA E SERVIÇOS DE SAÚDE DO MUNICÍPIO DE TAIOBEIRAS.Dispõe sobre a execução das ações de Vigilância Sanitária e Serviços de Saúde no Município de Taiobeiras.[/ementa]

 

 

 

                        O Prefeito Municipal de Taiobeiras, no uso de suas atribuições legais e de acordo com o disposto na Lei Federal nº 8.080/90 e demais normas federais e estaduais que regulamentam a execução das ações de Vigilância Sanitária e Serviços de Saúde.

DECRETA

 

                        Art 1º Compete privativamente ao Sistema Único de Saúde – SUS através do Deptº Municipal de Saúde (III art. 9º Lei 8.080/90) direção e a execução das ações de Vigilância Sanitária e os Serviços de Saúde.

                        Parágrafo Único - Entende-se por Vigilância Sanitária um conjunto de ações capaz de eliminar, diminuir ou prevenir riscos à saúde de intervir nos problemas sanitários decorrentes do meio ambiente da produção a circulação de bens e prestação de serviços de interesse da saúde, abrangendo:

I. O controle de bens de consumo que direta ou indiretamente se relacionam com a saúde, compreendida todas as etapas e processos da produção ao consumo:

 II.O controle da prestação de serviços que se relacionam direta ou indiretamente com a saúde.

 

                        Art 2º As ações de licenciamento, fiscalização da instalação e funcionamento dos serviços de saúde, dos produtos, são atribuições do órgão de Vigilância Sanitária do Deptº Municipal de Saúde.

                        Parágrafo Único – As ações de Vigilância Sanitária serão executadas em conformidade com as normas federais e estaduais que regulam a matéria.

 

                        Art 3º  As ações de Vigilância Sanitárias serão efetuadas permanentemente constituindo atividade rotineira do órgão competente da Saúde.

 

                        Art 4º São competentes para executar as ações de Vigilância Sanitária, os agentes a serviço da Vigilância Sanitária e em atividades dentre outras, terão as atribuições e gozarão das prerrogativas, seguintes:

                                 I.    Livre acesso aos locais onde se exerça qualquer atividade de interesse para a saúde;

                                II.    Colher amostras necessárias às análises de controle ou fiscal, lavrando os respectivos termos de apreensão;

                              III.    Proceder a visitas nas inspeções de rotinas e vistorias para apuração de infrações e a lavratura dos respectivos termos;

                              IV.    Verificar o atendimento das condições de saúde e higiene pessoal exigida para o exercício das atividades de interesse para a saúde;

                               V.    Verificar o atendimento das condições dos produtos, quando expostos à venda.

                              VI.    Interditar, lavrando o respectivo termo, parcial ou totalmente os estabelecimentos que realizam atividades previstas neste regulamento, bem como lotes ou partidas dos produtos, seja por inobservância ou desobediência as normas regulamentadoras ou por força de evento natural;

                            VII.    Proceder a imediata inutilização da unidade do produto cuja adulteração ou deterioração seja flagrante, e a apreensão e interdição do restante do Lote ou partida, para análise fiscal;

                           VIII.    Lavrar os autos de infração para início do processo administrativo previstos na Lei nº 6437 de agosto de 1.977.(Redação dada pelo(a) DECRETO Nº 2889, 28 DE JUNHO DE 2022)
                           VIII. Lavrar os autos de infração para início do processo administrativo, conforme disposto nas Leis nº 6.437/1977 e nº 13.317/99, no que couber;

                        Parágrafo Único - Entende-se por agente a serviço da Vigilância Sanitária, o funcionário lotado no Departamento de Saúde, com exercício no órgão de Vigilância Sanitária, devidamente designado para a função, através de portarias do Diretor do Departamento Municipal de Saúde e Saneamento.

 

                        Art 5º São autoridades sanitárias para atuar, instaurar, receber recursos, julgar processo administrativo:

a)   Agentes a serviço da Vigilância Sanitária;

b)   Coordenador;

c)   Diretor do Departamento Municipal de Saúde e Saneamento;

d)   Prefeito Municipal.

 

                        Art 6º  Este decreto entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

 

                        Taiobeiras (MG), em 11 de setembro de 2006.

 

 

 

DENERVAL GERMANO DA CRUZ

Prefeito Municipal

 

Este texto não substitui o publicado na forma do art. 115 da Lei Orgânica Municipal no Quadro de Avisos da Prefeitura.

Autor
Executivo
* Nota: O conteúdo disponibilizado é meramente informativo não substituindo o original publicado em Diário Oficial.
Atos relacionados por assunto
c
Ato Ementa Data
DECRETO Nº 2755, 30 DE DEZEMBRO DE 2021 Institui a Tarifa pela Disponibilização do Serviço Público de Manejo de Resíduos Sólidos Urbanos - TMRSU. 30/12/2021
DECRETO Nº 2542, 06 DE ABRIL DE 2021 Designa servidor para assumir a Secretaria da 262ª Junta de Serviço Militar de Taiobeiras e contém outras providências.     06/04/2021
LEI ORDINÁRIA Nº 1316, 24 DE FEVEREIRO DE 2017 Cria o serviço de acolheminento institucional - Abrigo Municipal Nova Vida, órgão da administração direta municipal, no âmbito das leis 955 e 956, ambas de 30/06/05, modifica suas redações e dá outras providências. 24/02/2017
LEI ORDINÁRIA Nº 1048, 15 DE DEZEMBRO DE 2008 Cria o serviço de inspeção municipal de produtos de origem animal de Taiobeiras - SIM e da outras porvidências. 15/12/2008
LEI ORDINÁRIA Nº 233, 11 DE NOVEMBRO DE 1968 Reorganiza os Serviços Administrativos da Prefeitura Municipal de Taiobeiras. 11/11/1968
Minha Anotação
×
DECRETO Nº 1639, 11 DE SETEMBRO DE 2006
Código QR
DECRETO Nº 1639, 11 DE SETEMBRO DE 2006
Reportar erro
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Seta
Versão do Sistema: 3.4.0 - 05/02/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia