Notícias

Você está aqui: Home > Notícias > Novos rumos no Combate à Violência
Novos rumos no Combate à Violência
PDF Imprimir E-mail

alt

O novo Secretário de Estado de Defesa Social, Bernardo Santana, recebeu o prefeito de Taiobeiras, Danilo Mendes, no último dia 15, em Belo Horizonte. Danilo foi o primeiro prefeito de Minas a ser recebido pelo novo Secretário, que mesmo antes da sua posse, prevista para o dia 28 de janeiro, fez questão de receber Prefeito taiobeirense.


Em pauta, os problemas atuais da segurança pública da região. Danilo apresentou ao Secretário os principais pontos que hoje impossibilitam um combate efetivo da criminalidade na região. O aumento do contingente da Polícia Militar e Civil, além da possibilidade de Taiobeiras contar com pelo menos mais um Delegado de polícia, que ficaria a cargo apenas das investigações penais, foram as principais solicitações de Danilo Mendes como medidas emergenciais.
Outra questão muito importante, que também esteve em pauta, foi a possibilidade de Taiobeiras abrigar uma delegacia regional. “Esse é um desejo antigo do município. Agora, através de um diálogo próximo e constante com Bernardo, que é, antes de tudo, nosso amigo, e com a vontade que ele demonstra de nos ajudar, temos certeza que estamos construindo um caminho bem melhor”, afirmou Danilo.


Outras reivindicações da administração municipal, como medidas à médio prazo, é o centro de internação para menores, a promoção da atual Companhia da Polícia Militar para o status de Batalhão e a instalação do Programa Olho Vivo, que consiste na instalação de câmeras de segurança em pontos estratégicos da cidade para identificação de infratores, além de um centro de monitoramento em tempo real desses locais. Nesses casos, demanda um tempo maior, visto que depende da abertura de concurso público e previsão orçamentária do Governo.


“O que podemos afirmar sobre tudo isso é que Taiobeiras ganhou um grande aliado no Governo do Estado para nos ajudar a combater esse mal da violência. O Secretário fez questão de deixar as portas abertas e tentará, até o final da sua gestão, atender todas as nossas reivindicações”, ressaltou o prefeito de Taiobeiras.


Prefeito pede apoio para investigar autoria das ameaças às escolas


Danilo Mendes aproveitou e pediu ao secretário adjunto de Defesa Social e Delegado da Polícia Federal, Rodrigo Teixeira, para que ajudasse a aprofundar as investigações sobre o caso das ameaças anônimas às escolas do município, que provocou o fechamento de vários estabelecimentos de ensino em 2013.
Em outubro daquele ano, um cidadão efetuou diversas ligações telefônicas para várias escolas públicas e privadas de Taiobeiras, dirigindo ameaças a diretores, professores e alunos, caso as escolas não fechassem as portas. Após investigações iniciais, foi identificado um suspeito e também há indícios fortes de outras pessoas envolvidas. Inclusive,  um vídeo obtido pela Polícia Civil, que mostra o exato momento em que o suspeito realizava ligações em sequência do orelhão que partiu as ligações, foi disponibilizado na internet para que mais pessoas possam reconhecer o suspeito.


Após as ameaças, por coincidência ou não, talvez por consequência, o índice de criminalidade aumentou significativamente no município. Sobretudo por isso, e pela quantidade de famílias que se sentiram aterrorizadas com tais ameaças, é que o prefeito Danilo fez questão de solicitar esse apoio ao Dr. Rodrigo Teixeira, que se prontificou a analisar criteriosamente o assunto e dar andamento ao caso.


Entenda as responsabilidades legais do município em relação à segurança pública


A Constituição Federal, em seu artigo 144, atribui competência pela segurança pública como um dever do Estado. Assim, a Polícia Militar e Civil estão subordinadas exclusivamente aos governos estaduais.


A Prefeitura, mesmo sem qualquer responsabilidade legal, no intuito de contribuir para uma melhor condição de trabalho dos profissionais, mantém convênio com a Polícia Militar, Ambiental, Rodoviária e Civil, através de concessão de funcionários, custeio de despesas fixas e variáveis, como água, luz, telefone, combustível, etc que, no total, corresponde a mais de 240 mil reais por ano.


Mas mesmo com um incentivo financeiro a questão não é tão simples. O contingente da Polícia Militar, de Taiobeiras, por exemplo, já chegou a 45 policiais efetivos. Nos últimos quatro anos, por falta de reposição do Estado a partir de aposentadorias e transferências, o quadro atual conta com apenas 27 policiais militares para atender toda a região.


“Temos que trabalhar dentro da nossa realidade, dentro do que a lei nos permite, sem mentiras e ilusões. Estamos muito atentos a tudo o que está acontecendo e buscando saídas, assim como a Polícia Militar, Civil e o Ministério Público. Vamos agir sempre dentro da legalidade e buscar incansavelmente junto ao Governo Estadual todo o apoio possível para aumentar o nosso aporte e, consequentemente, a segurança do município”, ressaltou o prefeito.

 

alt


 

 

Central de Atendimento

Praça da Matriz, 145, Centro
TEL (38) 3845-1414
Copyright 2013 Prefeitura de Taiobeiras