Você está aqui: Home
O Prefeito
PDF Imprimir E-mail


DANILO MENDES RODRIGUES
(2017-2020)

Danilo Mendes Rodrigues é filho do Donato Rodrigues da Silva (ex-vereador em Taiobeiras por cinco mandatos e vice-prefeito por um mandato); e de Lúcia Mendes Rodrigues, que há muito desenvolve um trabalho social junto às pessoas carentes, neste município. É casado com Fernanda Lucas, farmacêutica do município de Taiobeiras, e pai do pequeno Tomaz.

Graduado em fisioterapia pela Universidade de Barra Mansa-RJ, em 2004, é servidor público municipal desde 2006, contratado através de  concurso público promovido, naquele ano, pela Prefeitura de Taiobeiras.  É pós-graduando em acupuntura, com formação em RPG, microfisioterapia e leitura biológica.

Em 2008 candidatou-se ao cargo de vereador, tendo sido o mais votado da história política do legislativo municipal local. Em 2010 assumiu a presidência da Câmara Municipal de Taiobeiras, cargo que exerceu até o final da legislatura, em 2012. Também em 2012, aos 37 anos, candidatou-se ao cargo de prefeito, tendo conquistado 11.046 eleitores, o equivalente a 61,78% dos votos válidos.

 

Em 2016 foi reeleito para o cargo de prefeito.

Gabinete do Prefeito – GABPREF

COMPETÊNCIAS

I. Recepcionar, apreciar e encaminhar para as providências as correspondências destinadas ao prefeito municipal e aos órgãos e unidades da prefeitura;

II. Prestar assistência e assessoramento direto e imediato ao Prefeito, em assuntos internos do Poder Executivo;

III. Exercer as atividades de expediente e apoio administrativo, ocupando-se do preparo e despacho do expediente do prefeito; IV. Organizar e dar publicidade à agenda do Prefeito; V. Representar o Prefeito, sempre que determinado.

VI. Prestar assessoramento ao Prefeito em apuração de informações dos anseios da municipalidade;

VII. Coordenar, supervisionar e recepcionar o atendimento aos interessados a reivindicar cumprimento das ações de governo; VIII. Manter o relacionamento político e administrativo com a Câmara Municipal e seus membros;

IX. Preparar, dar publicidade e registrar os atos oficiais da Prefeitura;

X. Consolidar os relatórios setoriais, parciais e anuais dos órgãos e entidades do Executivo Municipal;

XI. Acompanhar a elaboração, discussão e votação de projetos de lei e de resolução, auxiliando, quando for o caso, na preparação de sanção ou veto de proposições;

XII. Coordenar as atividades administrativas, especialmente nos campos da ação social e da defesa civil do município;

XIII. Manter intercâmbio com os demais órgãos e autoridades;

XIV. Promover e coordenar reuniões entre dirigentes e assessores da administração;

XV. Coordenar as atividades de Assessoria do Gabinete, Junta de Serviço Militar, Núcleo de Apoio a Conselhos e Entidades, Arquivo Público Municipal e, no que couber, da Ouvidoria Geral do Município;

XVI. Elaborar, até o mês de novembro do ano em curso, a escala de férias dos servidores e agentes públicos lotados no órgão e nas suas unidades operativas vinculadas, para o ano seguinte, submetendo-a à Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos – SEARH, através da Divisão de Recursos Humanos – DvRH, para os preparativos;

XVII. Publicar, no âmbito da sua competência, na forma do regulamento municipal e conforme dispõe a Lei Complementar Federal nº 131, de 27 de maio de 2009 e a Lei Federal nº 12.527, de 18 de novembro de 2011 e suas modificações ulteriores e regulamentos, as informações devidas no portal da transparência da Prefeitura;

XVIII. Dar suporte e apoio administrativo e operacional ao funcionamento das instâncias de controle social vinculadas ao órgão previstas no Art. 86, inciso II, alíneas ‘a’ e ‘b’ desta lei e outros que porventura venha a ser criados;

XIX. Dar ciência a todo e qualquer servidor do executivo municipal, seja ele, efetivo, seletivo, comissionado ou detentor de contrato administrativo, sobre a existência de averiguações em curso no Ministério Público de Minas Gerais, a seu respeito e na condição de agente público, assim que o Município tomar conhecimento de tal procedimento.

XX. Manter e gerir, uma vez constituído em regime de adiantamento, o Fundo Rotativo de Caixa vinculado à unidade, na forma do disposto no Art. 68 da Lei 4.320/64, cujo fundo destinar-se-á ao atendimento das demandas emergenciais em decorrência do cumprimento da competência da unidade expressa nesta lei e que necessitem de despesas de pequena monta.

XXI. Exercer e executar tarefas afins.

 

Pesquisa

 

Central de Atendimento

Praça da Matriz, 145, Centro
TEL (38) 3845-1414
Copyright 2013 Prefeitura de Taiobeiras